Centros e Ambulatórios

Rua Major Maragliano, 241
Vila Mariana - CEP 04017-030 - São Paulo/SP
 11 3466-2100
SAC: caism.sac@santacasasp.org.br

O Centro de Atenção Integrada à Saúde Mental foi inaugurado em 30 de outubro de 1998, no mesmo local do antigo "Hospital Psiquiátrico da Vila Mariana", fruto da parceria entre a Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo e a Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo. Neste convênio, enquanto o patrimônio (imóvel, instalações) pertence ao Estado, a administração fica aos cuidados da Irmandade.

O CAISM é um Centro de Atenção em Saúde Mental em nível terciário, ou seja, caracteriza-se por intervenções de maior complexidade e que exigem um serviço de grande porte com técnicos altamente especializados.

Embora o projeto do CAISM tenha sido elaborado levando em consideração características epidemiológicas da região onde está inserido, o serviço ainda não é completamente regionalizado, atendendo usuários de outras regiões da cidade e do Estado de São Paulo.

O serviço do CAISM se caracteriza pelo atendimento aos usuários em quatro níveis de atenção:

• Ambulatório
• Hospital-dia
• Internação
• Emergência Psiquiátrica

As áreas cobertas pelo serviço estão assim distribuídas:

• Psiquiatria Geral
• Psiquiatria Infantil
• Unidade de Idosos
• Unidade de Álcool e Drogas
• Psicoterapia
• Emergência Psiquiátrica

Excluindo a Psicoterapia, formada apenas por médicos, todas as áreas são constituídas por uma equipe multiprofissional composta por pelo menos um médico, assistente social, psicólogo, terapeuta ocupacional, enfermeira e auxiliar de enfermagem. A Emergência Psiquiátrica conta com médicos, enfermeiras e auxiliares de enfermagem.

Cada equipe é responsável por um determinado contingente populacional que varia em torno de 300 a 800 usuários ao mês, que estão distribuídos nos quatro níveis de atenção: emergência, ambulatório, internação e hospital-dia. Assim, procura-se privilegiar o vínculo do paciente com a equipe, pois a mesma equipe o acompanha em todos os níveis de atenção.

O trabalho do CAISM é feito objetivando a Reabilitação Psicossocial do usuário do serviço e, dessa forma, tentar diminuir as reinternações hospitalares e a recidiva de sintomas, além de favorecer o estabelecimento de habilidades sociais perdidas ou então não desenvolvidas devido o transtorno mental. Na medida do possível, tenta-se a inserção social, seja em atividade profissional, na família e/ou em outras redes sociais.

Os princípios de Manejo de Caso norteiam as intervenções terapêuticas no CAISM. Neste modelo de atendimento, um membro da equipe multiprofissional é designado como Técnico de Referência. Este profissional torna-se responsável pela coordenação e organização dos cuidados dispensados ao paciente, cuja intervenção se faz a partir de tarefas que se estruturam em alguns grandes eixos tais como:

• Manutenção da continuidade e cobertura do plano de tratamento, definido pela equipe multidisciplinar;
• Planejamento com maior qualidade e apoio entre os membros da equipe;
• Alocação de recursos na rede social;
• Elaboração de um programa de intervenção detalhado e individualizado por paciente;
•Centralização de informações, problemas, entre outras questões pertinentes a eficiência do programa de reabilitação psicossocial do paciente.

O modelo de Manejo de Caso permite que sejam alocados recursos terapêuticos específicos para a necessidade de cada paciente, visando maior eficiência e racionalidade do tratamento do transtorno mental.